Famílias de assentados nas proximidades do Pontal garantem que não sairão: “No candeeiro e pegando água de balde”

A reintegração de posse de uma área pertencente à 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, onde estão os Assentamentos Dom Tomás e Democracia, nas proximidades do Projeto Pontal, zona rural de Petrolina, começou a ser executada.
A justiça havia determinado, semana passada, o corte no fornecimento de energia elétrica e água para os assentamentos. Cerca de 600 famílias vivem no Dom Tomás e Democracia.
Os agricultores querem que o Incra em Petrolina procure um local para reassentá-los. Enquanto isso não acontece, eles prometem que ficarão onde estão. “Sem água nem energia, no candeeiro e pegando água de balde”, desabafou uma moradora. “Queremos um pedacinho de chão. Sou nativa da terra, uma desapropriada sem direito a plantar na sua própria terra”, completou. A reportagem vai tentar um contato com o Incra sobre o assunto.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar