Delegado diz que casos de coerção às famílias de presos por policiais civis estão sendo apurados

Depois de advogado denunciar “dobradinha” realizada por agentes em Delegacia de Polícia Civil de Petrolina, em específico na unidade do bairro Ouro Preto, em que “ficam coagindo famílias dos presos”, o delegado Marceone Ferreira contou sobre o outro lado da história.
“Logo depois da entrevista do advogado mandei apurar os fatos porque temos atuado fortemente no sentido de combater atitudes mencionadas pelo profissional dentro da delegacia”, disse.
Segundo o delegado, um inquérito policial foi aberto e será concluído em 30 dias, onde deve apurar os possíveis casos de desvio de conduta.
“Tivemos acesso a um boletim de ocorrência que mostra o contrário do que o advogado disse, evidentemente que eu já solicitei a instauração de um inquérito pra apurar todas as condutas naquela delegacia, pessoas já estão endo ouvidas e punir seja quem for, se o advogado errou, ele será responsabilizado, os agentes também. Não sei por qual motivo ele mencionou essa versão dele”, ressaltou Marceone Ferreira.
O advogado Luis Antonio da Silva Júnior disse em entrevista ao Programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM, que a prática de coerção vem sendo recorrente e que outros profissionais do Direito também já foram vítimas da ação. Blog Edenevaldo Alves

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar