Aécio se torna réu no STF por corrupção e obstrução de Justiça

A primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade tornar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) réu pelo crime de corrupção, na tarde dessa terça-feira (17). Os ministros também votaram, dessa vez por 4×1, para que Aécio seja investigado por obstrução de justiça, Alexandre de Moraes votou pelo não.
Dessa forma, Aécio Neves pode se tornar réu pela primeira vez, desde o ano passado. O senador foi acusado em junho de 2017, de pedir propina no valor de R$ 2 milhões ao empresário e dono da J&F, Joesley Batista, em troca de favores políticos.
A denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República também acusou Aécio de tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato, com base nas gravações feitas por Joesley Batista, material entendido pelo STF como prova válida para a denúncia contra o senador.
A primeira turma do STF é formada pelos ministros Marco Aurelio Mello (relator), Rosa Weber, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar