Fim da celeuma: Justiça determina que Leninha continue na Presidência do STTAR

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT), determinou, nesta segunda-feira, dia 23, que Lucilene Santos – a Leninha – continue na presidência do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina, depois da suspensão das eleições da entidade em novembro do ano passado.
Na época, a candidata da Chapa 02, Simone Paim venceu as primeiras eleições do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina por apenas oito votos à frente de Leninha, que encabeçava a Chapa 01. Foram 1617 contra 1609. Entretanto, uma semana depois, uma decisão da 3ª Vara do Trabalho de Petrolina requereu que fossem validados, contados e computados os votos da urna número 47. O texto dizia que “houve regular impugnação ao processo de apuração dos votos por parte do advogado da Chapa 01” e “pedido da recontagem dos votos, sem que tenha havido pronunciamento da comissão eleitoral, o que implica em grave irregularidade que compromete a lisura e transparência do processo eleitoral”. Após a abertura da urna 47, a Chapa 01 – de Leninha – obteve 26 votos contra 11 da Chapa 02.
“A gente teve uma eleição acirrada e a chapa adversária não se conformou com a derrota e questionou na Justiça. A diretoria só tem a agradecer e essa vitória é dos trabalhadores do Vale do São Francisco”, disse Leninha em entrevista ao Nossa Voz. Blog do Nossa Voz/ Grande Rio FM 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar