Valores de salários do concurso da saúde em Petrolina gera polêmica e prefeito rebate críticas; veja o vídeo

A Prefeitura de Petrolina lançou nesta quarta-feira (21) dois novos editais para concursos públicos, que juntos, somam 370  oportunidades em diversos níveis de escolaridade. Um dos editais oferece 334 vagas voltadas à área da Saúde e também para profissionais que deverão atuar no âmbito da Administração Municipal.
Há vagas para médicos, auditor fiscal I, enfermeiro, odontólogo, farmacêutico, auxiliar de laboratório, assistente social, bibliotecário, museólogo,  técnico agrícola, técnico em laboratório, técnico de enfermagem,  entre outras.
O segundo edital apresenta 36 vagas para o cargo de professor de Libras e Braile para Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação. As duas seleções serão organizadas pelo Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe) e as inscrições poderão ser feitas, exclusivamente, pelo site www.upenet.com.brentre os dias 28 de novembro e 5 de janeiro de 2019.
Nas redes sociais houve polêmica, em razão dos valores dos salários ofertados, principalmente na área da saúde. 
Em resposta as críticas, o prefeito Miguel Coelho também usou as redes sociais para rebater os comentários. Fonte Edenevaldo Alves 
Confira o vídeo acima:
Prefeito @miguelcoelhope fala sobre celeuma envolvendo os valores dos salário nos editais lançados para os concursos de saúde e dos cargos administrativos… . . Confira: Pessoal, boa noite. Como todos vocês sabem, sempre respondo pessoa por pessoa que me envia mensagens aqui na minha página, mas devido à quantidade de comentários que recebi na publicação dos editais dos concursos da saúde e dos cargos administrativos, creio que vou demorar um pouco, por isso resolvi gravar esse vídeo e esclarecer alguns pontos. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ De antemão, é preciso entender: o salário informado para todos os cargos é o salário base, e quando somado às gratificações, adicionais de insalubridade e outros benefícios, alcança o piso da grande maioria senão todas as categorias. Isso não é novidade pra ninguém. Isso não acontece apenas em Petrolina, nem só na nossa gestão; todos que fazem concursos, que trabalham e que são das áreas sabem disso. Na verdade, o que não acontecia era um concurso público como esse, e há muitos anos. Em uma rápida busca no Portal da Transparência, é possível ver a remuneração bruta de cada profissão e confirmar o que estamos falando. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em relação à quantidade de vagas, somos obrigados por lei a chamar um mínimo para cada categoria, mas isso não implica dizer que serão convocadas apenas estas pessoas. Como tudo na administração pública, tudo depende de duas coisas: dos recursos disponíveis e da demanda necessária. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Não há motivo para histeria, tampouco para mensagens desrespeitosas como algumas que recebi. Na dúvida, perguntem, procurem a mim ou a Secretaria de Gestão Administrativa, não apenas acusem ou ofendam. Trabalhamos para fazer o melhor para Petrolina e isso significa buscar fazer o melhor para cada um de vocês, mas lembrem-se: ninguém está intimado a fazer o concurso; todos aqueles que não acharem suficiente e quiserem trilhar outros caminhos, têm meu desejo de sorte, mas ao nosso lado eu só espero que estejam todos aqueles que queiram trabalhar por Petrolina, pelas pessoas e por uma cidade mais forte.
Uma publicação compartilhada por Petrolina Em Destaque (@petrolinaemdestaque) em 21 de Nov, 2018 às 7:00 PST

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar