Após polêmica, CSTT explica autuação de motorista de aplicativo no Juá Garden Shopping, mas condutor rebate

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transportes (CSTT) de Juazeiro (BA) enviou nota a este Blog sobre a polêmica envolvendo um fiscal de transportes e um motorista de aplicativo no Juá Garden Shopping, ocorrida na última quinta-feira (18).

O motorista, Fredson Oliveira, filmou quando estava sendo notificado e o vídeo viralizou nas redes sociais. Houve bate-boca entre ele e o fiscal, que afirmou que o motorista estava transformando o caso em “espetáculo”. Fredson, por sua vez, afirma que está no local “esperando o aplicativo tocar” para pegar passageiros.

Segundo a nota, o motorista foi identificado através de letreiro luminoso estacionado próximo ao ponto de táxi no estacionamento do Juá Garden, “o que configura transporte irregular de passageiros”, segundo a CSTT.

O condutor foi abordado e informado que, caso não retirasse o veículo, seria enquadrado na Lei Municipal 2.801/2018, que trata sobre o Transporte Alternativo e Complementar de Passageiros. O condutor foi autuado e o veículo não precisou ser removido”, diz a nota, reforçando que “a Lei Municipal que regulamenta o transporte de passageiros através de aplicado está em elaboração.”

Outro lado

Mas Fredson rebate essa informação. “Eu estava a mais de 100 metros do ponto de táxi, mostrei no vídeo. A marca luminosa [da Uber] é permitida na regulamentação federal. Não abordei ninguém, eu estava esperando o aplicativo tocar. Eles ficaram cerca de 40 minutos lá, chamaram o guincho, mas o veículo estava com defeito e meu carro não foi removido”, alega o motorista.

Fonte Blog do Carlos Britto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar