Marido confessa ter matado companheira e enteado em Salgueiro

Na manhã desta terça-feira (16), por volta das 11h, em uma ação policial na Aldeia Curtume, zona rural do município de Salgueiro – PE, sob o comando do Delegado José de Ribamar Nunes Júnior, Policiais Civis da Delegacia de Salgueiro e Policiais da Equipe Malhas da Lei da AIS – 23, deram cumprimento ao Mandado de Prisão Temporária contra Joaquim Parcilio da Silva, 56 anos. Consta que no dia 25  de março de 2019, policiais da Delegacia de Salgueiro tomaram conhecimento que a senhora Maria Aparecida da Silva, conhecida por “Cida Atikum” e o filho Humberto Erick da Silva Araújo, foram encontrados mortos no interior da residência da família, na Rua Delfina Pereira de Azevedo, nº 32, bairro do Planalto em Salgueiro-PE.
Na ocasião, policiais civis e peritos do I.C ( Instituto de Criminalística) se dirigiram ao local e constataram que as vítimas haviam sido assassinadas.
Durante as diligências, a equipe de investigação de Salgueiro, apontou como autor dos homicídios, o marido de Aparecida e padrasto de Humberto, o senhor Joaquim Parcilio.
Após ser preso e interrogado, no qual Parcilio confessou a prática dos crimes, o acusado foi recolhido no Presídio de Salgueiro – PSAL.

Maria Aparecida e seu filho Humberto Erick, foram encontrados mortos no interior da residência em Salgueiro-PE
O acusado, Joaquim Parcilio, 56 anos, foi preso na Aldeia Curtume, zona rural do município de Salgueiro – PE

Giro Sertão

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar