Acusado de matar ex-esposa em Petrolina, diz que já tinha matado outra companheira

Após ser capturado na tarde de ontem (29), em São José do Jacuípe, perto no Município de Capim Grosso, Norte da Bahia, o pintor Vanduir Ferreira de Lima, acusado de assassinar a ex-companheira, Patrícia Maria de Souza, 31 anos, no bairro Areia Branca em Petrolina (PE), assumiu o crime e relatou para a imprensa as motivações do feminicídio.

No depoimento, o pintor disse que já cometeu este mesmo crime em outro relacionamento e que Patrícia foi a segunda vítima. Ao ser questionado pelo repórter, Vanduir disse que a ex-companheira tinha conhecimento sobre o assassinato anterior e mesmo assim continuou com ele.

Vanduir ainda informou que foi casado com Patrícia por 10 anos e que após a separação, ainda tentou reconciliar com a mulher para a cuidar dela e das crianças, mas não teve resultados. “Nós separamos umas cinco vezes, separamos e voltávamos, eu sempre queria reconciliar com ela, cuidar das nossas crianças” relatou o acusado.

No relato, o pintor diz que mesmo não morando na mesma residência, ia sempre até a casa de Patrícia prestar assistência e que não conseguiria dizer o que houve no dia do crime. “Eu vivia desconfiando, só sei dizer que eu gostava muito dela” conclui.

Feminicídio

Desde 9 de março de 2015, a lei determina penalidades mais graves para os crimes que se configura como feminicídio, que é quando a vítima é morta pela condição de ser mulher.

(Informações: Evanilson Barbosa)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar