Mulher morre e nove pessoas ficam feridas após imóvel desabar

Fim de tarde inesperado para moradores de um imóvel no bairro de Afogados. O desabamento parcial de um prédio de utilidade mista, residencial e comercial, na Rua Leônidas Cravo Gama, 120, no bairro de Afogados, Zona Sul do Recife, resultou na morte de uma mulher e em doze pessoas feridas, incluindo três crianças. A edificação irregular já havia sido notificada pela Diretoria de Controle Urbano do Recife desde 2008. A vítima fatal, de aproximadamente 40 anos, ainda não foi identificada. O Corpo de Bombeiros acredita que no momento em que aconteceu o desabamento havia cerca 16 pessoas no local. As três que continuam desaparecidas até o fechamento desta edição são, possivelmente, pedreiros que estavam trabalhando na construção de mais dois quitinetes, além dos cinco que já existiam no prédio.O Corpo de Bombeiros informou que, neste momento, já não trabalha com esperanças de encontrá-los vivos, visto que os cães farejadores não mais rastearam sinais vitais no local. Eles continuam atuando na remoção dos escombros.

O imóvel foi construído ao lado da Ponte de Afogados, que liga os bairros de São José e Afogados, colado com o guarda-corpo, no lado contrário do rio. De acordo com os bombeiros, abrigava um ferro velho no piso inferior e cinco casas no pavimento superior. O proprietário do estabelecimento comercial, ainda não identificado, não compareceu ao local embora tenha tentado ser contatado pelos Bombeiros.

O Corpo de bombeiros foi acionado às 17h28 e enviou várias equipes ao local, sendo duas Auto Busca e Salvamento, três Auto Resgates, duas Auto Comando de Operações, Torre de iluminação e Posto de Comando. As esquipes encontram-se realizando as atividades de buscas com cães farejadores para procurar possíveis vítimas sob os escombros. No local estão 40 militares do Corpo de Bombeiros, com 10 viaturas, além da guarnição dos cães farejadores. Os cães labradores com experiência de dois a três anos no local, Odin, Black e Ads , treinados em um canil de Paratibe, identificaram os três pontos onde podem estar as possíveis vítimas. Segundo o assessor de imprensa da corporação, Major Barros, as buscas devem se estender por toda a madrugada.”Estávamos com esperança de encontrar as vítimas com vida. Nesta situação, é mais fácil que isto aconteça do que quando há um deslizamento de barreira, por exemplo. Isto porque desabamentos costumam deixar bolsões de ar por onde os atingidos podem respirar. Os cães farejadores, entretanto, não rastrearam mais sinais vitais, então estamos trabalhando com a possibilidade de encontrar os corpos e fazendo a remoção dos entulhos. ”, explica. Equipes da Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec), da Guarda Municipal do Recife e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) também estavam no local prestando apoio à operação. (DP).

 

 

Fonte: Blog Edenevaldo Alves

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar