Pacientes denunciam mais de duas horas de espera para atendimento em hospital particular

Usuários do plano de saúde HGU ultrapassaram duas horas e meia de espera por atendimento na emergência do hospital homônimo em Petrolina. Segundo relatos repassados ao Nossa Voz, dois pacientes chegaram a unidade por volta das 08h30 e até as 11h não tinham recebido atendimento. Ao questionar a recepcionista foram informados que o médico plantonista teve uma “intercorrência”.

“Eu posso até estar infartada aqui, eu não sei, vim para cá para uma urgência. Porque se eu não pagar o plano de saúde eu não sou atendida aqui em momento algum. Agora, você pagar um plano de saúde caríssimo e ser informado que o médico foi para uma intercorrência, tudo bem, mas tem que vir outro. Ninguém está aqui de brincadeira não. Se a gente não estiver sentindo dor estaria em casa. Eu deixei de trabalhar para estar aqui, preciso ser atendida”, reclamou Maria Elza dos Santos.

“Você chegar 08h30 da manhã e até o momento não ser atendido. São 11h”, denunciou Vanderlei Soares.

Segundo o consultor corporativo do HGU, Gelson Milano, dois pacientes em estado gravíssimo mobilizaram as equipes de plantão no hospital. “Há uma demanda acima do normal excepcionalmente hoje, e tivemos dois casos de pacientes que tiveram que se atendidos na sala vermelha, que é a sala onde você tem pacientes com risco de morte. Foram pacientes delicados, complicados que mobilizaram toda a equipe para socorrê-los. Existiam sim outros pacientes em espera, mas nenhum com gravidade e todos foram informados que estava acontecendo, que esses dois pacientes estavam sendo priorizados e que demandavam cuidados especiais. Não houve reclamação, todo mundo aceitou, todo mundo compreendeu, foi algo excepcional mas que demandou atenção acima do tempo normal de atendimento em função da gravidade da patologia”. Fonte Blog do Nossa Voz Karine Paixão

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar