78ª edição da Missa do Vaqueiro fecha o período junino em Petrolina

Após dois meses de festejos, a 78ª edição Missa do Vaqueiro fechou o período junino em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Vaqueiros de toda região seguiram em cortejo pelas ruas do Centro com destino à orla da cidade, que ficou lotada com a celebração da missa.

Um palco foi montado na orla de Petrolina, às margens do Rio São Francisco. No local foi realizada uma missa, celebrada pelo padre da paróquia Nossa Senhora Rainha Dos Anjos, Expedito Claudino. A celebração cheia de fé teve a participação do coral de aboiadores de Serrita. E também do Coral dos Homens do Terço.

Cinco vaqueiros receberam a medalha de honra ao mérito Carlos Augusto, radialista falecido em 2015, um grande defensor da cultura nordestina. O momento mais aguardado da missa foi a benção dos objetos de trabalho dos vaqueiros como o chapéu, o gibão, a luva e a corda. A missa dos vaqueiros foi encerrada com o show do quinteto violado.

A missa do vaqueiro de Petrolina é celebrada há 78 anos, desde 1941. Uma tradição que começou com uma promessa por um vaqueiro ferido na lida com o gado e hoje é uma das mais bonitas festas da cidade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar