Mulher atacada por cachorro enfrenta dificuldade para receber vacina antirrábica em Petrolina

Uma moradora do bairro Antônio Cassimiro, zona norte de Petrolina, foi atacada por um cachorro no último sábado (8). Aflita com a situação, ela procurou duas unidades de saúde da cidade – UPAE e Hospital Universitário -, mas disse não ter conseguido atendimento em nenhuma delas.

Surpreendida com dificuldades para receber doses da vacina antirrábica, a mulher disse que foi orientada nas unidades de saúde a procurou uma Unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) nesta segunda-feira (10). As fotos acima mostram as marcas do ataque do cachorro deixadas no corpo da vítima.

Vale lembrar que a doença transmitida pela saliva de animais infectados, como cães e gatos, a raiva é fatal na maioria dos casos e não tem tratamento, sendo a vacina o único tratamento eficaz. O Blog deixa o espaço reservado às unidades de saúde citadas, caso queiram se pronunciar.  Blog do Carlos Britto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar