Estrutura de CMEI no Bairro Fernando Idalino preocupa moradores

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Joana Lima da Silva, no Bairro Fernando Idalino, tem preocupado os moradores que precisam deixar seus filhos no local, mas não estão confortáveis com a estrutura.

Segundo pais de alunos, o CMEI têm várias inconsistências desde o piso, portas que não fecham e as paredes feitas de PVC. As salas estão com buracos e as crianças têm que ficar em um único lado porque podem cair e se machucar, o que causa apreensão entre os pais.

Jaqueline da Silva, mãe de uma aluna da creche, disse estar preocupada com a segurança da filha. “Na sala que minha filha estuda tem um buraco e a professora não pode nem organizar as crianças direito, por conta do buraco que está se formando na sala de aula. Fora isso, o chão da cozinha está cedendo. O piso dá a impressão que colocaram madeira embaixo, é tipo um tapete verde preso com grampo, não é cimento”, lamenta.

Os pais também reclamam da falta d’água constante, que faz com que as crianças acabem voltando para casa muito antes do horário, mesmo havendo uma caixa d’água enorme no local. Quando chove as crianças não vão para a escola porque as salas são cheias de goteira, além do esgoto que escorre a esmo.

“Está um caos aqui. Quero que alguém venha fazer alguma coisa porque a situação está precária, está abandonado. Uma vez eu fui à Secretaria de Educação e me disseram que essa estrutura estava condenada, então eu não entendo porque reabriram a creche, não sei mesmo”, desabafa Jaqueline.

Apesar de reclamarem da estrutura, os pais dizem que a equipe da creche é muito boa e que todos os profissionais dão o seu melhor no desempenho de suas funções.

Nota

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes respondeu em nota:

“A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes informa que já tem conhecimento do problema na CMEI Joana Lima da Silva e que todo levantamento já foi feito para que as correções sejam realizadas. A diretoria de Obras da Secretaria tranquiliza os pais quanto à segurança das crianças e comunica que essa semana a empresa contratada inicia os serviços de manutenção para que até o final do mês a unidade escolar esteja completamente regularizada”. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar