Mulher é suspeita de jogar soda cáustica em cadela no Agreste de Pernambuco

Uma mulher está sendo investigada por suspeita de jogar soda cáustica em uma cadela de rua em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. A vira-lata Vitória, como foi batizada, foi resgatada na noite dessa segunda-feira (29) com vários ferimentos, no bairro Cohab I.

“Foi um resgate bem complicado e difícil, porque ela estava muito machucada e medrosa”, relatou ao NE10 Interior uma das voluntárias do grupo Anjos de Rua, Ayanne Chaves, que está ajudando no tratamento do animal. A cadela foi levada para uma clínica veterinária particular da cidade, onde recebe os cuidados necessários. Segundo ela, o laudo veterinário apontou que foi utilizada soda cáustica na agressão.

A cadela apresenta anemia severa e está com as plaquetas baixas. O tratamento está sendo feito com analgésicos e antibióticos e foram feitos curativos no corpo do animal. De acordo com Ayanne Chaves, a cachorrinha teria sido atacada porque estaria se amparando na chuva na porta da casa da mulher.

Ainda de acordo com o que foi informado ao grupo voluntário, esta não foi a primeira vez que o animal recebeu agressões por parte da mesma mulher. Anteriormente, a suspeita teria agredido a cadela com pauladas e jogado água quente sobre o animal.

Investigação

A mulher foi identificada e levada para a Delegacia de Belo Jardim, onde prestou depoimento e foi liberada. De acordo com o delegado João Carlos, foi instaurado um termo circunstanciado de ocorrência, procedimento padrão em casos de crimes de menor potencial ofensivo.

Em depoimento, a suspeita confirmou que teria jogado água fervente no cão, mas não soube informar os motivos. Ainda segundo o delegado, a mulher assinou o termo de compromisso e ficará no aguardo da intimação judicial para realização da audiência. Caso ela seja condenada, a pena será restritiva de direitos, já que não há previsão de prisão para este tipo de crime.

 

 

Fonte: NE 10 Interior

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar