Produtores rurais de Juazeiro-BA e Petrolina-PE reclamam de aumento de 400% na conta de água

Um reajuste médio de 400% no valor da outorga d´água cobrada pela Agência Nacional de Águas (ANA), mobilizou produtores rurais de sete perímetros públicos irrigados situados nos municípios de Juazeiro-BA e Petrolina-PE. Representantes de 3.772 produtores se reuniram nessa terça-feira, 9, na 6ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, em Juazeiro, para reclamar do aumento.

Na reunião, os gerentes executivos e advogados dos perímetros Tourão, Maniçoba, Mandacaru e Curaçá I e II, no lado da Bahia, além de Senador Nilo Coelho e Bebedouro, em Pernambuco, analisaram a nova metodologia de cobrança. Eles avaliaram que a elevação do valor é abusiva e pode comprometer a produção agrícola.

“Somente para se ter uma ideia da gravidade deste reajuste, os 279 produtores do projeto Tourão pagaram no ano passado o valor de R$ 290.000,00. Com a mudança, a ANA aumentou a outorga para R$ 2.200.000,00 com vencimento para o dia 31 deste mês”, protestou o gerente executivo do perímetro, Walter Farias.

Paulo Sales, gerente do projeto Senador Nilo Coelho, maior perímetro irrigado de Petrolina, também reclamou na nova forma de cobrança. “Não fazemos ideia dos valores utilizados como base para o cálculo desta cobrança. Isto significa um custo a mais na cadeia de produção que não traz qualquer benefício direto para a agricultura irrigada regional”, afirmou.

O superintendente da 6ª SR da Codevasf, Elmo Nascimento, disse que a situação é preocupante e exige maior envolvimento da entidade. “Encaminharemos a discussão para a direção da Codevasf, em Brasília – DF, visando uma participação efetiva na resolução desta situação bastante delicada, tendo em vista que envolve o segmento que mais gera empregos e renda no Vale do São Francisco.”

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar