Adélio promete matar Bolsonaro e Temer quando for solto

Segundo a Revista Crusoé, Adélio Bispo, o homem que tentou matar o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sua campanha no ano passado, foi ouvido novamente pela Polícia Federal.

No novo depoimento, Adélio repetiu o que já havia dito em outros depoimentos. O detento afirmou que, quando for liberado da penitenciária, matará Jair Bolsonaro e o ex-presidente Michel Temer.

Ainda segundo Adélio, a “maçonaria manda em Jair Bolsonaro” e o atual e o ex-presidente da República seriam “instrumentos de poder dos maçons e merecem morrer”. O preso foi considerado inimputável por apresentar um quadro de “transtorno delirante persistente”.

Adélio está internado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS), onde faz tratamento para o transtorno mental e deve passar por uma nova perícia médica em três anos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar