Recolhimento do ‘Monumento da Muriçoca’ não é o fim da picada

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Petrolina Em Destaque (@petrolinaemdestaque) em

Quem é de Juazeiro (BA) sabe que toda sexta-feira a Prefeitura inaugura uma obra. Ontem (16), paralelo a uma inauguração do Governo Paulo Bomfim no Itaberaba, uma escultura também foi inaugurada no bairro João XXIII, mais precisamente em frente à rodoviária.

O ‘Monumento da Muriçoca’ – como foi apelidada a escultura de um pernilongo gigante – foi colocado na saída do terminal rodoviário e a notícia ganhou repercussão nas redes sociais. Muita gente disse que a arte seria uma forma de chamar a atenção do Poder Público Municipal para a infestação de muriçocas que ocorre na cidade, principalmente nos arredores da rodoviária.

Rafael Pereira da Cruz, que se diz autor do monumento, esclarece, através do Facebook, que sua intenção era gravar um vídeo e colocar no YouTube. Acontece que Rafael só divulgou o vídeo explicando isso depois que a Prefeitura já havia mandado recolher a obra.

Ele diz que gastou tempo e dinheiro para construir a peça, e que vai fazer de tudo para tê-la de volta. “Eu quero que alguém, alguma autoridade me devolva“, diz ele, num vídeo divulgado em seu Facebook. “Isso não existe… Eu posso expor minhas ideias. Se não pode ser ali, pode ser em outro lugar“, continua Rafael.

Mais uma vez, Juazeiro é alvo de polêmica envolvendo coisas pequenas, mas que se tornam grandes diante da repercussão das mídias sociais. E Rafael Pereira fez questão de citar um caso recente, envolvendo esculturas de um artista plástico que nada dizem sobre a história da cidade e que estão espalhadas pela Orla até hoje.

São celeumas como essa e tantas outras que apequenam Juazeiro, deixando a cidade ainda mais atrasada. Remover a escultura não resolve nada, afinal, isso com certeza não é o fim da picada. O Blog solicitou um posicionamento da Prefeitura de Juazeiro sobre o caso.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar