Cia Sarau das Seis leva temporada de espetáculo de rua à zona rural de Petrolina

A inquietação atual da Cia Sarau das Seis em ocupar as ruas com a potência do teatro vem estimulando o grupo a se dedicar na pesquisa dessa linguagem cênica para espaços públicos. Como resultado do projeto, que já dura dois anos, a companhia estreia essa semana o espetáculo ‘Rua dos Encantado’ com direção de Samuel Santos (Recife-PE), contando histórias de personagens que estão nas margens. A primeira apresentação aconteceu ontem (6) na comunidade do N-1 do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, às 18h. Até sábado (9), outras quatro comunidades da Zona Rural de Petrolina devem receber a temporada gratuitamente.

Os criadores descrevem o trabalho como uma obra que “fala sobre o dia a dia, as várias violências sofridas e vozes reprimidas e engasgadas”. “Os temas foram chegando, dizemos que fomos escolhidos e que naturalmente essas histórias cruzaram nossos caminhos. (…) As temáticas que as personagens carregam estão diretamente ligadas em nosso cotidiano e, nas cenas, esses relatos se conectam com outros corpos/histórias onde quer que vá apresentar, assim criando pontes e outras possibilidades e dizer que não estão sozinhas no mundo”, descreve Antônio Pablo, um dos atores do elenco, que ainda conta com Fernanda Luz e Lua Mandala.

A Sarau das Seis propõe uma temporada acessível, levando apresentações gratuitas para as ruas a fim de democratizar suas criações. A companhia escolheu a Zona Rural para atender pessoas que na maioria das vezes nunca assistiram a um espetáculo de Teatro. “O primeiro passo foi dado ao escolhermos montar um espetáculo de teatro de rua, sair das amarras e das convenções das salas de espetáculo e seus ciclos de públicos viciosos. Acreditarmos que a forma mais democrática e direta é estar nas ruas e nas zonas rurais“, reafirma Antônio Pablo.

O projeto que deu origem ao espetáculo foi uma pesquisa de grupo aprovada no Edital Funcultura Geral 2017/2018 do Governo do Estado de Pernambuco, o ‘Teatro de Rua Entre Fronteiras’, que permitiu que o grupo realizasse intercâmbios, oficinas, rodas de conversas e assistissem espetáculos de grupos que são referências no Teatro de Rua brasileiro, os gaúchos ‘De pernas pro Ar’ e ‘A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz’.

Temporada

A temporada gratuita, após passar pelo N-1, seguiu para o N-5 e N-10. Já nesta sexta (8) será a vez do N-11, às 17h. O encerramento do ciclo de apresentações será na Tapera (área ribeirinha), sábado às 17h. Mais informações sobre o projeto e a companhia podem ser acessadas através das redes sociais Facebook e Instagram.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar