Família faz apelo por doação de medula óssea para filho de 11 anos

Nas redes sociais, uma campanha promovida pelos pais de Eduardo Gomes dos Santos, de 11 anos, estudante do 6º ano em Petrolina, busca encontrar doadores de medula óssea compatível com o filho. O garoto, que luta contra a leucemia, se encontra internado no Hospital São Camilo, em São Paulo, desde a última terça-feira (12). Através da hashtag #todosjuntosporDudu, a família tenta mobilizar voluntários para comparecer a um hemocentro mais próximo para teste de compatibilidade.

A leucemia de Dudu, como ele é conhecido, foi identificada pela primeira vez em 2015 e – segundo o pai, José Luiz – tinha sido vencida após 3 anos e 6 meses de tratamento. Contudo, no último dia 8 de novembro, por meio de exames, a família recebeu o resultado que apontava a volta da doença.

Como não é possível indicar qual paciente deve ser beneficiado com a doação de medula, a campanha incentiva o comparecimento máximo de pessoas, para que aumente a probabilidade de encontrar um doador compatível.

Qualquer adulto entre 18 e 52 anos pode ser doador de medula óssea no país, basta fazer cadastro em um hemocentro. Em Petrolina, voluntários podem se dirigir à Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) de segunda a sábado, das 7h15 às 18h30, inclusive nos feriados, apresentando um documento oficial com foto. O Hemope fica localizado à Rua Dr.Pacífico da Luz, Centro da cidade.

Blog do Carlos Britto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar