Seculte e Conjunto Penal prosseguem com projeto musical entre detentos de Juazeiro

Uma ação em parceria entre a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) e o Conjunto Penal de Juazeiro (CPJ), nesta semana, deu continuidade ao projeto ‘A música – caminho para novas possibilidades’, voltado aos internos do Pavilhão A do presídio. A ideia era que os detentos realizassem um festival de música. O projeto foi idealizado pelo superintendente da Pasta, Maurício Dias, e contou com a presença do secretário Sérgio Fernandes e sua equipe.

Tivemos a participação de 25 internos e cerca de 15 músicas compostas pelos mesmos. Os intérpretes cantaram e tocaram para o júri, que foi formado pelos artistas plásticos Rosemberg da Silva e Reginaldo Duarte, além dos servidores da Seculte, João Leopoldo e Thiago Medrado. Eles avaliaram desenvolvimento, domínio de palco, simpatia e melodia e premiaram o 1º, 2°e 3º lugar com troféus e medalhas. Queríamos promover um envolvimento com a cultura, além de motivá-los à produção artística, que consequentemente trará resultados positivos“, disse Maurício Dias.

Para o interno José Ricardo, que ficou com o primeiro lugar, o concurso foi muito bom porque o ajudou a desabafar seus sentimentos. “Mesmo atrás das grades, também somos pessoas que têm família, mães, esposas, pessoas e lugares para onde queremos voltar, com oportunidade de rever o passado e sonhar com uma vida nova, sem erros, livre. Agradecemos ao diretor Thadeu, à empresa Reviver e à Secretaria de Cultura por nos darem essa oportunidade”, afirmou.

Acreditamos que é de suma importância a articulação da rede de cultura e esporte do município com esta unidade, para que sejam dadas a assistência a toda essa população que encontra-se privada de liberdade. A disseminação cultural e esportiva abre portas para novas realidades, fazendo com que o processo de ressocialização tenha melhor êxito”, frisou a assistente social do CPJ, Denise Leal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar