Hidrômetros registram ar em vez de água e geram gastos inexistentes no bairro José e Maria

Representantes dos moradores da rua Rio Poti no bairro José e Maria em Petrolina (PE), estiveram no Programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM na manhã desta quinta-feira (05), para denunciar um problema que ocorre  há dois anos  nos hidrômetro instalados nas  residência.

Segundo uma moradora, o relógio dispara com a passagem de vento e o valor da conta é absurda. “As contas são de R$ 200 pra lá, a gente não aguenta mais”, disparou.

Ela disse, ainda, que a comunidade precisa tirar do bolso as despesas para a manutenção dos equipamentos que quebram por conta da força do vento. ” Quem arca com as despesas somos nós”, lamentou.

Fonte Blog do Edenevaldo Alves

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar