Novo prédio do TFD em Petrolina já disponibiliza serviços

A partir de agora os serviços disponibilizados pelo Tratamento Fora do Domicílio (TFD) são oferecidos em novo endereço em Petrolina. A nova sede fica na Avenida da Integração, nº 1.219, Bairro Dom Malan (zona leste), com atendimento ao público das 8h às 13h. Na próxima terça-feira (10) o prefeito Miguel Coelho fará a inauguração do prédio, em cerimônia marcada para 10h.

O programa oferece consultas, tratamentos hospitalares, ambulatoriais, cirurgias pré-agendadas, passagens de ida e volta para pacientes e, se necessário, acompanhantes e ajuda de custo de alimentação e hospedagem do paciente e/ou acompanhante, enquanto durar o tratamento.

Até então, o serviço estava disponível no prédio da Secretaria de Saúde. “O objetivo é oferecer comodidade no atendimento, além de proporcionar um maior conforto aos pacientes e seus familiares. O novo espaço do TFD é amplo, comporta um maior número de pessoas e conta com confortáveis salas de espera para o embarque, não ficando mais os pacientes aguardando o ônibus na calçada. A orientação do prefeito Miguel Coelho é oferecer serviços humanizados e proporcionar o bem-estar dos petrolinenses“, destaca a secretária Magnilde Albuquerque, ao explicar a mudança.

Apesar de o TFD já estar com o setor de atendimento funcionando, a prefeitura ainda está dando os últimos retoques no prédio, que conta com recepção, duas salas de espera para adultos e um espaço exclusivo para crianças. Esses espaços são climatizados e equipados com cadeiras, sofás e aparelho de TV, além de banheiro e fraldário.

Vale ressaltar que até a próxima segunda (9), o ônibus do serviço continuará saindo do espaço próximo à Secretaria de Saúde. Os embarques acontecem de domingo a quinta-feira. O número do telefone para atendimento é (87) 3864-4598.

Foto: Ascom PMP/SMS divulgação

Auxílio

O serviço é definido pela Portaria Federal nº 55, do Ministério da Saúde, como forma de proporcionar auxílio aos pacientes da rede pública, por meio da assistência em outros municípios ou Estados, depois de esgotadas as formas de tratamento na cidade de origem. É, inclusive, um instrumento legal que visa a garantir, via SUS, tratamento médico a pacientes portadores de doenças não tratáveis no município de origem por falta de condições técnicas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar