Após chuvas acima da média, equipes da Prefeitura de Petrolina analisam principais demandas da zona rural

Se as chuvas da última semana renovaram a esperança das famílias do sequeiro de Petrolina, mexeram também com o planejamento da prefeitura. Com um índice pluviométrico de 100 mm, média maior do que o esperada para o Sertão do São Francisco, equipes da Secretaria de Governo de Agricultura (SEGOA) foram a campo neste domingo (29) para vistoriar os principais pontos de povoados mais afetados pelos temporais para fazer o levantamento das demandas que serão executadas.

As vistorias estão acontecendo em localidades como Lajedo, Comprida, Poço do Canto, Gavião, na estrada que dá acesso a Areais, Sítio Serra e Nova Vida e a estrada de Roseiras no distrito de Izacolândia, para verificar a situação das estradas vicinais de maior fluxo que em 2019 e neste início de ano já haviam recebido frentes de trabalho que executaram serviços de patrolamento e Operação Tapa-buracos.

A pasta também acompanha outras demandas apontadas pelas comunidades, a exemplo de trechos completamente interditados devido ao grande volume de água, deixando algumas comunidades ilhadas. A Defesa Civil também está atenta realizando análises de risco para indicar as medidas a serem implementadas para garantir segurança à população.

Orientação

A prefeitura orienta ainda que as pessoas evitem transitar com carroças e demais meios de transporte em trechos de estradas vicinais demasiadamente alagados, pois não é possível realizar a drenagem de imediato visto que nem mesmo equipamentos de grande porte conseguem se locomover sem risco de atolamento. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), ainda há alerta de chuvas de intensidade fraca a moderada para a próxima semana nas regiões do Agreste e Sertão do Estado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar