Lojistas realizam manifestação virtual pela reabertura do comércio; ação conta com apoio da CDL e SINDILOJAS

Nesta sexta-feira (22), há exatos dois meses que o governo do Estado de Pernambuco decretou o fechamento do comércio considerado não essencial, lojistas de Petrolina se mobilizam em uma campanha bem diferente, de maneira virtual, na qual defendem a reabertura gradual e responsável do comércio da maior cidade do sertão do São Francisco.

Com essa iniciativa, o empresariado acredita que pode passar sua mensagem para os gestores públicos, ao mesmo tempo em que evita aglomerações físicas e manifesta, desta forma, um olhar cuidadoso para com a saúde de colaboradores, parceiros e a comunidade em geral.

Quem passar por algumas ruas do centro da cidade vai observar que muitas lojas estão com cartazes afixados em suas portas, defendendo a reabertura gradual e segura do comércio. Ao mesmo tempo estarão divulgando a campanha que usa as hastags #juntospelocomercio e #economiatambemevida, em suas redes sociais.

Tem sido dois longos meses de muita luta do segmento varejista, com relatos diários de dificuldades, incertezas com o futuro. Muitos empresários já tiveram que demitir, o que engrossa as fileiras do desemprego. O que nos estamos pedindo há algum tempo para os gestores públicos do Município e do Estado é que ao menos avaliem as nossas sugestões de reabertura gradual. Todos temos consciência de que devemos implementar as normas de saúde e segurança previstas pelas autoridades sanitárias. Podemos, inclusive, ser aliados dos poderes públicos nesta luta contra a Covid 19″, enfatiza o presidente do Sindilojas Petrolina, Joaquim de Castro.

Nas peças da campanha #juntospelocomercio, os lojistas reforçam que estão preparados para cumprir determinações, tais como a utilização obrigatória de máscara, utilização de álcool em gel, disponibilização de água e sabão para higienização das mãos, reforço na limpeza do ambiente, afixação de cartazes explicativos sobre as formas de prevenção da pandemia, dentre outras. Todos os protocolos orientados pelas autoridades de saúde serão rigorosamente cumpridos.

Para o presidente da CDL Petrolina, Manoel Vilmar a situação do comércio é crítica. “Apoiamos a reabertura gradual do comércio utilizando o sistema de distanciamento social, considerando, evidentemente, todas as recomendações dos órgãos de saúde, assim como já está acontecendo em outras cidades. Volto a repetir que hoje, temos fechados em torno de 3 mil postos de trabalho e mais pessoas devem ser demitidas nos próximos meses. Portanto, precisamos retomar gradualmente a economia, cuidando de vidas e gerando empregos”, disse Vilmar.

O manifesto virtual conta com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e do Sindicato do Comercio Varejista de Petrolina (SINDILOJAS).

(ascom)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar