Fila para leito de UTI cai para menos de 60 pessoas em Pernambuco HRA comemora primeira alta da UTI Covid-19

A lista de pacientes confirmados ou com suspeita da covid-19 que aguardam leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na rede pública de saúde diminuiu em Pernambuco. De acordo com o secretário estadual e Saúde, André Longo, não há mais fila para leitos de enfermaria, e a fila para leitos de UTI está menor do que 60 pacientes. Há um mês, este número era de 300 pessoas. “Mas isso não nos permite relaxar”, alerta.

Durante coletiva de imprensa nessa segunda-feira (1º), Longo atribuiu esta diminuição à ampliação da capacidade instalada de leitos de UTI e à estabilidade no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) no Estado.

“Em média, os pacientes (com covid-19) ficam cerca de 15 dias em leito de UTI. Há casos de alguns que só se recuperam após 30 dias. As pessoas vão se recuperando e têm alta, o que vai fazendo o giro de leitos, permitindo que outras pessoas ocupem essas vagas. Isso ocorre diariamente. À medida em que temos uma diminuição da procura por nossas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), pelas unidades de emergência, temos conseguido girar mais leitos para atender quem chega a nossas unidades e precisa de vagas de terapia intensiva”, explicou o secretário.

Taxa de ocupação

De acordo com a Central Estadual de Regulação Hospitalar, a taxa de ocupação dos leitos públicos para pacientes confirmados e suspeitos da covid-19 está em 80% (média). A ocupação dos leitos de UTI está em 97% e dos de enfermaria, 70%. Pernambuco tem 672 leitos de UTI e 827 de enfermaria.

 

Fonte: NE10 Interior

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar