Pernambuco registra 509 novos da Covid-19 e 46.722 curas da doença

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (07.07), 509 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 381 (75%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 128 (25%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 66.151 casos já confirmados, sendo 20.398 graves e 45.753 leves. Além disso, o boletim registra 46.722 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 10.096 são de casos graves e 36.626 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 180 municípios pernambucanos (tabela 1), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 71 óbitos (sendo 39 do sexo feminino e 32 do sexo masculino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Abreu e Lima (1), Agrestina (1), Araripina (1), Belo Jardim (1), Bezerros (1), Bom Conselho (1), Cabo de Santo Agostinho (2), Cachoeirinha (2), Camaragibe (2), Canhotinho (1), Carpina (1), Caruaru (5), Casinhas (1), Catende (1), Cortês (1), Garanhuns (3), Gravatá (2), Igarassu (1), Ipojuca (1), Itapissuma (1), Jaboatão dos Guararapes (4), João Alfredo (1), Jucati (1), Olinda (2), Passira (1), Paulista (1), Recife (24), São Lourenço da Mata (2), São Vicente Férrer (1), Timbaúba (1), Trindade (2) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 5.234 mortes pela doença.

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 25 de abril e 6 de julho. Do total de mortes no informe de hoje, 44 (62%) ocorreram entre o dia 25 de abril e 3 de julho. As outras 27 (38%) ocorreram nos últimos três dias.

Os pacientes tinham idades entre 44 e 90 anos. As faixas etárias são: 40 a 49 (3), 50 a 59 (11), 60 a 69 (20), 70 a 79 (14), 80 anos ou mais (23).

Dos 71 pacientes que vieram a óbito, 50 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (30), hipertensão (27), doença cardiovascular (25), doença respiratória (6), doença renal (5), obesidade (4), tabagismo/histórico de tabagismo (3), histórico de AVC (3), câncer/histórico de câncer (3), doença de Alzheimer (3), doença hematológica (1), doença pulmonar (1), epilepsia (1) e doença neurológica (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Dois não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 16.455 casos foram confirmados e 20.769 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

 

Fonte: Blog do Didi Galvão

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar