HU comemora UTI Covid-19 vazia, mas alerta que pandemia ainda não acabou

Há cinco dias sem pacientes internados na UTI-Covid, a direção do Hospital Universitário (HU) em Petrolina vê o fato com animação, mas frisa que ainda é cedo para dizer que o pior já passou. Autoridades da área da saúde afirmam ser imprescindível que a população continue mantendo todos os cuidados para que a taxa de transmissão continue diminuindo.

O número de infectados pelo coronavírus vem caindo por todo o país, inclusive no Vale do São Francisco. A média móvel de novas mortes no país, nos últimos sete dias, foi de 692 óbitos (uma variação de -21% em relação aos dados registrados em 14 dias).

Ao longo de pouco mais de cinco meses, a UTI-Covid do HU atendeu 87 pessoas. Em todo o Brasil, já são contabilizadas mais de 129 mil mortes. O número alto de perdas se deve à gravidade da doença que, além das conhecidas complicações respiratórias, ainda pode atacar diversos órgãos do corpo, podendo causar grandes danos.

A recuperação dos acometidos pelo vírus pode ser lenta e custosa, com alto impacto na qualidade de vida. Ressaltando que a eficácia de um remédio e os estudos para a criação de uma vacina ainda estão em andamento. O uso de máscaras, o distanciamento social, atenção na higienização das mãos, além de outros cuidados já repetidamente transmitidos desde o início da pandemia continuam sendo essenciais para a manutenção de vidas.

 

Fonte: Blog do Carlos Britto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar