OMS declara o fim da pandemia da Covid-19 em todo o mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, nesta sexta-feira (5), o fim da pandemia da Covid-19 que começou em março de 2020. No Brasil, morreram mais de 701 mil pessoas em consequência da doença.

Em 5 de março de 2023, o Distrito Federal completou três anos do primeiro diagnóstico de Covid-19. Desde o início da pandemia, 893.230 pessoas foram infectadas e 11.838 perderam a vida na capital federal.

Assim, a doença não está mais enquadrada como uma emergência sanitária global.

Apesar da declaração que não é mais um caso de emergência, a vacinação tem continuidade no Brasil, incluindo os postos de vacinação no Distrito Federal. O objetivo é evitar que a Covid-19 volte a preocupar a população.

O fim da emergência global trazida pela Covid-19 está longe de significar que novas ameaças pandêmicas demorarão a aparecer. O avanço da chamada varíola dos macacos (a qual, convém lembrar, não tem nada a ver com os primatas, apesar do nome) deixou isso claro, mesmo com seu impacto mais modesto, registra o Acessa.com.

A indicação de que uma doença representa uma emergência de saúde global se dá por um comitê formado frente a uma possível ameaça. Os membros desse conselho se reúnem e aconselham o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, se a situação representa ou não uma emergência a nível global.

Pela primeira vez desde o começo do século 20, uma das principais causas de morte em países ricos voltou a ser uma doença infecciosa. O mesmo aconteceu em países como o Brasil, nos quais, apesar da desigualdade social, a maior parte das moléstias transmissíveis também tinha sido vencida ou contida.

 

(Misto Brasília)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar